Data drive é basicamente tomar decisões embasadas em dados.

No entanto, muitas empresas se baseiam em ações sem fundamentos e acabam perdendo grandes oportunidades. 

Cultura orientada por dados, é quando a empresa está mais preocupada em tomar decisões assertivas baseadas em dados, principalmente quando falamos de Customer Centricity. Saber a fundo todos os dados da Persona de seu cliente é essencial para seu engajamento.

Somos cercados por ferramentas para auxiliar nesse modelo de decisão. Produtos como Google AnalyticsHubspot, ou CRMs são ferramentas que possibilitam obter grandes quantidades de dados. Usados da maneira correta podem trazer ao seu negócio o primeiro passo para construir sua cultura data driven.

Mas, para termos o máximo desse modelo, temos que contar com uma estrutura focada e capacitada para entregar e responder as seguintes perguntas:

  1. O que o seu cliente realmente quer;
  2. Quando ele quer;
  3. Porque ele quer;
  4. Saber os seus reais hábitos de consumo;
  5. Qual valor você deverá cobrar;

Ao trabalhar com produtos uma das vantagens do time data driven é prever demandas por meio de análise preditiva e prescritiva. Você também poderá tomar decisões estratégicas sobre toda a sua cadeia logística com análises descritivas e diagnósticas.

Uma organização orientada a dados é aquela em que os dados críticos de negócios conduzem automaticamente as decisões e ações de sua empresa.


Como não deve ser feito:

1) Executivos tomam uma decisão, em seguida, encontram dados para apoiá-lo;

2) Confiança na “sensação intestinal”, ou seja, achismos e heurísticas.

Como deveria ser:

1) Os dados informam não apenas que uma decisão precisa ser tomada, mas também informam com frequência qual decisão deve ser tomada;

2) Os gerentes devem ser responsáveis por moderar a decisão com base no que os dados mostram;

3) Muitos gerentes gastam muito tempo vasculhando relatórios volumosos. Isso não é “ouvir”. Isso é “pesquisar”;

4) Poucas —  se houver — parte das pessoas “nas trincheiras” recebem acesso aos relatórios, já que esse é um potencial buraco negro para o tempo gasto.

Se você puder identificar o que deseja que seus dados informem, é possível capacitar os dados para falar com você (e com as pessoas nas trincheiras) quando essas condições de negócios existirem.

Saiba principalmente que grandes empresas que estão fazendo a diferença no mundo já vivem embasadas na cultura data driven e sua performance gigante está completamente ligada a decisões guiadas por dados.

Enquanto a corrida espacial tinha a premissa de quem ia chegar primeiro a lua, hoje a corrida é pela busca de ferramentas com o objetivo de integrar todos os tipos de dados e automações criando modelos preditivos de aprendizado de máquina, que irão trazer ao gestor decisões mais rápidas e com mais chances de estarem corretas.

Após ter uma grande quantidade de dados relevantes para seu negócio, é necessário criar métricas e KPIs que deixarão bem claro a real performance trazida pelos dados. Muitas vezes o problema dos negócios atuais é justamente que as métricas e KPIs são escolhidos com base no que eles acreditam, e vou repetir: não acredito em achismo e heurísticas.

O objetivo como um gestor que busca implementar a cultura data driven deve ser:

  1. Deixar claro para o seu time, através de exemplos claros, a importância dos dados;
  2. Buscar a cada dia turbinar mais a capacidade analítica de sua empresa;
  3. Utilize ferramentas de automação para ter uma fonte de bases de dados. Após isso organize os dados;
  4. Invista em tecnologias que trarão resultado para seu negócio. Tecnologia que não gera resultado não serve para nada;
  5. Foque suas contrações em profissionais que em sua essência já são data driven, mesmo que eles não saibam.

Como saber se sua empresa já é data driven?

  1. As decisões são tomadas com base em dados?
  2. Seu time sabe o que significa data driven?
  3. Você utiliza ferramentas que possibilitam sempre capturar novos dados e melhorar sua análise?
  4. Seus gestores justificam suas decisões com base em dados?
  5. Você está contratando profissionais data driven?

 

By |2020-07-15T16:53:33+00:00julho 15th, 2020|Notícias|0 Comments